Releituras de Contos de Fadas – Parte 1

Oi, gente! É Julho, época de férias! Quem está folgando? Quem viajou?

Às vezes a vida não dá folga e turbulências passam por nós. Isso tem acontecido comigo e precisei viajar inesperadamente por um motivo não muito bom. Para relaxar um pouco durante a viagem, levei o livro Princesa Adormecida, da Paula Pimenta. Como eu deveria ter feito o post na semana passada, hoje vou fazer um post divido em duas partes: o primeiro post será a resenha de Cinderela Pop, e o da semana que vem o da Princesa Adormecida.resenha01

Esses livros fazem parte de uma proposta da editora Galera Record, onde a escritora Paula Pimenta faz uma releitura bem atualizada de diversos contos de fadas e princesas. A escritora explica melhor aqui.

Eu li o Cinderela Pop primeiro e recomendo que a leitura seja feita nessa ordem, porque o Princesa Adormecida tem uns “quase spoillers” do outro.

Cinderela Pop

resenha04Eu li esse livro em uma noite. É uma leitura leve e ao mesmo tempo com uns toques de suspense, que levam o leitor a não querer mais parar de ler. Uma história bem besta, romance pra adolescente, mas que eu amei ter lido. É um conto de fadas da realidade e por isso que amei, porque o que acontece com Cintia, são situações atuais.

Cíntia é a “princesa” da história, que vê sua vida virar de cabeça pra baixo logo nas primeiras páginas. Seus pais se separam e ela tem que ir morar com uma tia, pois a mãe trabalha viajando para vários locais do mundo. Ela corta laços com o pai, pois foi ela quem descobriu que sua mãe estava sendo traída pela secretária do pai. E com essas viagens da mãe, o único contato delas é através do celular. Sua mãe recebe uma proposta de trabalho no Japão e isso faz com que as duas só possam se falar no horário da manhã. Mas acontece uma situação na escola que Cíntia estuda e impede que todos os alunos usem celular, mesmo no horário do intervalo, a não ser que um responsável entre em contato com a escola.

Quando houve a separação, seu pai permaneceu morando na mesma casa e colocou sua secretária para morar lá, com as filhas gêmeas.

Cíntia ama música e durante esse tempo, conhece o namorado de sua tia Helena, que é DJ. Ele consegue um trabalho como DJ para Cíntia, mas com algumas limitações impostas pela tia. Mas ela aceita isso numa boa e se dá muito bem com a tia Helena.

Para conseguir voltar a falar com a mãe pelo celular, ela entra em contato com o pai, pra ver se ele resolve isso com a escola. Mas ele chantageia a filha e diz que só vai resolver isso, se ela for à festa de 15 anos das enteadas.

Nessa festa ela conhece o seu “príncipe”, um cantor pop muito famoso. Mas não vai ser nada fácil chegar ao feliz para sempre. Sua madrasta faz de tudo para atrapalhar sua vida, inclusive impedi-la de continuar morando com a tia e de ir à sua festa de formatura. Mas quando menos se espera, a solução para todos os seus problemas aparece de uma hora pra outra, dando um desfecho incrível para a história da DJ Cinderela.

Além de ser a história de uma DJ, outras coisas que se assemelham à realidade é o uso do twitter e, ao invés de sapatinho de cristal, um tênis all star personalizado pela Cíntia.

Esse é com certeza um livro que vale a pena ser lido e que mostra, com sutileza, que quando a vida parece desmoronar, sempre há uma saída. É possível acreditar no “feliz para sempre”, desde que saibamos que a vida tem seus altos e baixos.

Por hoje é só, até semana que vem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s